12 Sintomas de Metabolismo Lento – Causas e Como Acelerar Metabolismo

12 Sintomas de Metabolismo Lento – Causas e Como Acelerar Metabolismo
Rate this post


O metabolismo é basicamente o processo pelo qual nosso corpo converte os alimentos que você ingere em energia. É um processo complexo que ocorre no nosso organismo composto de basicamente 2 etapas sobre como os alimentos são processados ​​em seu corpo.

A primeira etapa trata-se de reações catabólicas. Quando o alimento é ingerido, ele é muito grande para passar através de seu sistema digestivo. A reação catabólica “quebra” esse alimento em pedaços menores para que eles passem mais facilmente pelo sistema digestivo.

A segunda etapa é uma série de reações anabólicas, que envolvem o uso desses pedaços menores para suprir o organismo com os nutrientes que ele necessita.

O metabolismo varia de pessoa para pessoa. Algumas apresentam o metabolismo rápido, outras têm um metabolismo mais lento. Pessoas com o metabolismo lento demoram muito para digerir o alimento, e isso causa um atraso no corpo para receber os nutrientes que ele precisa. Mesmo quando você está descansando, seu corpo precisa de energia para as funções vitais como a respiração, circulação sanguínea, digestão, dentre outras.

O número de calorias que seu corpo está usando para essas funções básicas é conhecido como taxa metabólica de repouso ou basal. Já o gasto energético diário total é a quantidade de calorias gastas em um dia, considerando o seu nível de atividade física e mental.

Independentemente se o seu metabolismo é rápido ou lento, comer mais do que o gasto energético total diário vai causar ganho de peso e comer menos vai fazer você perder peso. Porém, quando se tem um metabolismo lento, as suas taxas metabólicas são inferiores à média, e isso pode afetar o seu ganho e perda de peso além desse simples raciocínio.

Abaixo, vamos entrar em maiores detalhes desse assunto, entendendo quais são as causas e sintomas de metabolismo lento, além de como acelerar naturalmente.

Causas de Metabolismo Lento

– Hipotireoidismo

A baixa atividade da tireoide ou hipotireoidismo pode ser uma das causas de um metabolismo lento. Isso ocorre porque os hormônios da tireóide controlam sua taxa metabólica. Assim, níveis inferiores aos níveis normais de hormônios da tireóide podem tornar seu metabolismo mais lento.

A tireóide desempenha um papel importante na regulação do metabolismo e produção de energia. Portanto, não é incomum pessoas com hipotireoidismo se sentirem cansadas e lentas e apresentarem facilidade no ganho de peso, além de alguns sintomas como intolerância ao frio, constipação e diminuição da frequência cardíaca.

De acordo com o Escritório de Saúde da Mulher, uma parte do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, a causa mais comum de hipotireoidismo nos EUA é a doença de Hashimoto. Essa é uma doença autoimune que afeta a glândula tireoide. Pessoas com esta doença acabam produzindo anticorpos que atacam a glândula tireoide causando o hipotireoidismo.

De um modo geral, o hormônio da tireóide aumenta o consumo de oxigênio pelo corpo e isso é usado para determinar a taxa metabólica basal. Quando as pessoas apresentam hipotireoidismo, elas consomem menos oxigênio e isso resulta em uma taxa metabólica basal mais baixa.

– Síndrome de Cushing

A síndrome de Cushing trata-se de uma condição médica causada pela grande quantidade do hormônio do estresse chamado cortisol. Neste caso, o organismo responde à doença liberando uma quantidade excessiva de cortisol, hormônio que sinaliza ao seu corpo para armazenar gordura, tornando o metabolismo mais lento.

O excesso de cortisol retarda o metabolismo, resultando em sintomas do metabolismo lento como a obesidade e aumento de gordura, principalmente ao redor do rosto e pescoço. Ele também pode causar fadiga, pressão arterial elevada, glicose no sangue e alterações de humor.

– Diabetes

Ainda não é completamente claro o motivo dos diabéticos apresentarem metabolismos lentos, mas eles parecem ter mais problemas para perder peso do que os não diabéticos. Isso pode estar relacionado com os níveis mais elevados de açúcar no sangue, que enganam o corpo a acreditar que há muita energia ao redor, resultando em uma desaceleração no metabolismo.

– Uso de medicamentos

Alguns medicamentos, principalmente os usados ​​para tratar depressão, podem ser uma das causas do metabolismo lento. A taxa metabólica pode ser afetada por outros medicamentos, como medicamentos para diabéticos, esteroides, anti-tireoide e para terapias hormonais.

Certas drogas podem retardar seu metabolismo. O uso a longo prazo de esteroides anti-inflamatórios, incluindo prednisona, pode aumentar o apetite e levar ao consumo excessivo de calorias. Eles também estão associados à resistência à insulina, maior glicemia e armazenamento de gordura.

Alguns estudos têm mostrado a relação entre antidepressivos e o ganho de peso devido a uma diminuição da taxa metabólica basal do corpo e um aumento no apetite.  

– Genética

Algumas pessoas já nascem com os sintomas de metabolismo lento devido à genética. Porém, montar um programa de exercícios regulares que enfatiza tanto a atividade aeróbia quanto exercícios de resistência para construir massa corporal magra pode ajudar muito a acelerar um metabolismo lento.  

– Idade

Conforme envelhecemos, nosso metabolismo naturalmente diminui. Após os 30 anos, nossa taxa metabólica basal diminui cerca de 1 a 2% por ano. Esta é uma das razões pelas quais a maioria das pessoas ganha peso à medida que envelhecem. A massa muscular diminui, enquanto a massa de gordura aumenta, reduzindo a taxa de queima de calorias. 

– Tamanho do corpo e composição

Pessoas atléticas e com bastante músculos queimam mais calorias, mesmo quando estão descansando. Assim, são mais propensos a ​​terem uma taxa metabólica basal mais rápida do que indivíduos obesos. 

– Gênero

Em geral, homens tendem a ter um percentual de gordura corporal menor e maior massa muscular do que as mulheres da mesma idade, e esta é a razão pela qual eles queimam mais calorias. Um dos motivos está relacionado com a produção de testosterona, que é 90% maior nos homens do que nas mulheres, e é justamente um hormônio sexual que ajuda a aumentar a massa muscular e diminuir a massa gorda. 

– Desequilíbrio hormonal

Sabemos que hormônios sexuais para homens e mulheres diminuem à medida que o tempo passa. A falta de estrogênio em mulheres e a de testosterona em homens e mulheres pode mudar a relação entre a quantidade de músculo e gordura.

A testosterona ajuda a regular a massa muscular, e quanto mais músculos disponíveis, mais calorias são queimadas. Assim, um desequilíbrio hormonal pode ser uma das causas de um metabolismo lento.

– Dieta

Pacientes que comem mais alimentos ricos em açúcares refinados e/ou gorduras saturadas, além de alimentos com baixo valor nutricional, ou ainda aqueles que estão em uma dieta calórica muito restritiva, tendem a ter um metabolismo mais lento.

Quando se trata de uma dieta restrita, você não está ingerindo calorias o bastante para manter sua taxa metabólica basal. Assim, o metabolismo fica mais lento para conservar a energia e seu corpo naturalmente responde armazenando a gordura para uso futuro.

Deste modo, dietas muito restritivas tendem a causar perda de massa muscular e perda de água ao invés de perda gordura, além de retardar o metabolismo. Sem falar na deficiência de vitaminas, minerais e aminoácidos essenciais em uma dieta não balanceada, que também acaba afetando o metabolismo.  

– Estresse

Estresse emocional faz com que os níveis de hormônio cortisol aumentem, o que pode prejudicar o seu metabolismo, como já vimos acima.

Muitas vezes, esses indivíduos podem se beneficiar de uma rotina de exercícios regulares, ajudando a liberar o hormônio endorfina, que causa a sensação de bem estar após a prática de exercícios. 

– Insônia

A privação de sono acumulada pode estar afetando sua taxa metabólica basal. Além disso, a insônia crônica pode causar uma desregulação de certos hormônios como o cortisol, a insulina e a leptina. A insulina é um hormônio que diz ao seu corpo para armazenar gordura.

A privação do sono parece ter um impacto nocivo sobre o metabolismo de carboidratos. Quando os carboidratos não são metabolizados corretamente, seus níveis de açúcar no sangue aumentam. Altos níveis de açúcar no sangue geram picos de níveis de insulina, sinalizando seu corpo para armazenar qualquer energia não utilizada como gordura.

Uma pesquisa examinou os efeitos da leptina, uma proteína envolvida no controle do apetite e na sensação de saciedade. Os indivíduos que participaram do estudo mostraram níveis reduzidos de leptina durante o período de privação do sono e tais níveis retornaram ao normal durante o período de recuperação do sono, sugerindo que o sono pode desempenhar um papel importante na regulação metabólica.  

– Obesidade

Indivíduos obesos com maior massa gorda e menor massa muscular tendem a ter um metabolismo mais lento. Como foi descrito mais acima, os indivíduos com mais massa muscular têm maior tendência a queimar mais calorias, mesmo em repouso. 

– Inatividade física

A falta de exercício físico pode causar ganho de gordura e retardar o nosso metabolismo. Ao praticar exercícios, nossa frequência cardíaca aumenta e bombeia sangue através dos nossos músculos que estão queimando calorias, e o metabolismo fica mais rápido. Portanto, o exercício regular e treinamento de intervalo de alta intensidade podem acelerar o seu metabolismo a médio e longo prazo. 

Sintomas de Metabolismo Lento

1. Facilidade de ganho de peso e dificuldade para perda de peso

É mais fácil ganhar peso do que perder. Esse é o principal sinal de um metabolismo lento. Em uma dieta, por exemplo, o organismo percebe que não está recebendo comida suficiente e como mecanismo de defesa, seu metabolismo começa a armazenar a gordura ao invés de queimá-la.

Isso ocorre porque quando você tem um metabolismo lento, as calculadoras de calorias superestimam as calorias que você precisa para manter seu peso e assumem que voê tem uma taxa metabólica média, e não um metabolismo lento.

Sua taxa metabólica real pode desviar 5 a 10% da média, de acordo com um estudo publicado numa revista sobre Nutrição Clínica e Cuidados Metabólicos em 2004. Isso faz uma grande diferença quando você está tentando perder peso. Como resultado, seu metabolismo mais lento fará com que você perca peso em cerca de metade da taxa de alguém que tem um metabolismo médio.

2. Armazenamento de gorduras em locais diferentes

Se você está começando a ganhar gordura em novas áreas, isso pode ser um dos sintomas de metabolismo lento. Isso significa que o corpo está procurando novas áreas para armazenar gordura. Quando o metabolismo é sobre-taxado ou há situações de estresse, o organismo responde liberando uma quantidade excessiva de cortisol, um hormônio que sinaliza ao seu corpo para armazenar gordura.

3. Celulite em lugares novos

Quando seu corpo começa a limpar seus músculos para combustível, depósitos de gordura macia são deixados para trás, as famosas celulites. Também pode ser observada a perda de colágeno e elastina, deixando sua pele parecendo esticada, o que também pode tornar a celulite mais perceptível, e qualquer gordura corporal começa a ficar irregular e distorcida.

4. Pele e calcanhares rachados ou secos e perda de cabelo

Problemas na tireoide podem ser responsáveis por um metabolismo lento. E alguns dos sintomas de metabolismo lento são a perda da saúde da pele, cabelos e unhas. Assim, a pele seca e rachada pode significar que sua tireoide não está funcionando como deveria e está afetando o seu metabolismo.

A perda de cabelo, particularmente para as mulheres na coroa da cabeça, também pode indicar um desequilíbrio hormonal. Os hormônios que ajudam a regular o metabolismo também estão envolvidos em manter seu cabelo, pele e unhas saudáveis. Se esses hormônios estão fora de controle, então você pode começar a notar uma deterioração nessas áreas.

5. Desequilíbrio entre níveis de gordura e músculo

Mais um dos sintomas de metabolismo lento mais comuns é ter muita gordura no corpo em relação à quantidade de músculo.

O tecido do corpo magro é mais metabolicamente ativo do que o tecido adiposo. A maior massa corporal magra é uma das razões pelas quais os homens têm taxas metabólicas mais rápidas do que as mulheres. O tecido muscular tende a diminuir com a idade, que é um fator que contribui para o ganho de peso das pessoas mais velhas.

Além disso, pessoas que restringem muito as calorias desenvolvem decomposição excessiva do tecido muscular, o que que contribui para um metabolismo lento.

6. Vontade descontrolada de comer açúcar

As glândulas suprarrenais são responsáveis ​​por dizer ao corpo para liberar gordura armazenada para combustível, especialmente ao longo do dia. Quando isso não acontece, seu corpo começa a dar sinais de que seu metabolismo precisa comer algo que seja rapidamente metabolizado, e este é o caso dos carboidratos simples.

Porém, tais alimentos não fornecem energia por muito tempo, levando a um ciclo vicioso e aumentando sua vontade de comer açúcar o tempo todo. Já um um metabolismo rápido é capaz de regular o açúcar no sangue para lhe dar energia durante todo o dia, sem quedas repentinas.

7. Sintomas da síndrome de Cushing

Marcas roxas semelhantes a estrias na pele, além de poder causar crescimento excessivo de pelos no corpo e períodos mentruais irregulares em mulheres. 

8. Cansaço

No entanto, se você está cronicamente cansado, sem uma explicação clara para ele, ele pode estar afetando seu metabolismo também. Fadiga crônica é um dos principais sintomas de metabolismo lento. Afinal, se seu corpo está levando muito tempo para metabolizar alimentos, isso significa que ele não está recebendo o combustível que precisa para se sustentar. O resultado é você se sentir cansado o tempo todo.

9. Inchaço

Fibra é uma parte importante de nossas dietas, mas ter muito pouco ou muito dela pode afetar negativamente o seu metabolismo. Um dos sintomas de metabolismo lento provenientes disso é se você está se sentindo cronicamente inchado.

Isso pode indicar que seu estômago não está esvaziando os alimentos corretamente, segurando a comida não digerida por muito tempo, o que pode ser uma consequência de um metabolismo lento.

10. Níveis de insulina altos

O excesso de peso é uma causa de resistência à insulina e diabetes tipo 2 que, por sua vez, está ligada a problemas de peso.

De acordo com o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Renais e Digestivas, a insulina ajuda o corpo a usar glicose para a energia. Se seu corpo é “resistente à insulina”, as células do seu corpo não podem absorver a glicose, o que resulta em alto nível de açúcar no sangue. Isso também pode enganar o seu corpo a pensar que está totalmente abastecido com energia e o metabolismo fica mais lento.

Mesmo que você não seja diabético, outros fatores, como o estresse, podem aumentar os níveis de insulina. Um estudo do Centro Médico Wexner da Universidade Estadual de Ohio concluiu que, entre as mulheres que foram convidadas a comer a mesma refeição de alto teor calórico, aquelas que relataram estar estressadas tinham níveis mais altos de insulina. Elas queimaram 104 calorias menos, o que poderia causar um aumento de até 11 kg por ano.

11. Estrogênio baixo

Às mulheres que entram na menopausa se perguntam porque o metabolismo fica mais lento: os níveis baixos de estrogênio são umas das manifestações da menopausa e geralmente aumentam a quantidade de massa gorda e diminuem a massa magra. Assim, estudos indicam que a diminuição dos níveis de estrogênio estão relacionados com o ganho de peso e são um dos sintomas de metabolismo lento.

12. Testosterona baixa

Alterações hormonais como a diminuição dos níveis de testosterona também podem ser um dos sintomas de metabolismo lento. Isso porque a testosterona está relacionada com o ganho de massa muscular. Se a testosterona diminui, o ganho de massa muscular também diminui podendo gerar um acúmulo de gordura e deixando o metabolismo mais lento. 

Como Acelerar um Metabolismo Lento

Em alguns casos, fatores de estilo de vida podem ser a causa de um metabolismo lento. Dentre eles, destacam-se uma dieta não balanceada e a falta de praticar exercícios físicos. Ajustar o seu estilo de vida é uma das mudanças necessárias para lutar contra o metabolismo lento.

– Praticar musculação

Um músculo é capaz de queimar mais calorias por dia do que a gordura. Deste modo, o treinamento de força frequente pode acelerar o metabolismo. Isso porque ter mais músculos aumenta a sua taxa metabólica basal, o que significa um maior número de calorias queimadas mesmo quando em repouso.

– Exercícios aeróbicos

A inclusão de exercícios cardiovasculares na rotina da academia é fundamental para queimar mais calorias. É possível aumentar a intensidade desses exercícios para manter o seu metabolismo acelerado mesmo após o término do exercício. 

– Consumir proteínas

Uma alimentação rica em proteínas pode ajudar quem sofre com metabolismo lento. Isso porque a digestão da proteína é mais “trabalhosa” para o organismo do que as outras fontes de energia como carboidratos ou gordura.

Portanto, aumentar a ingestão de proteínas pode fazer o seu metabolismo trabalhar mais. Além disso, boas fontes de proteína fornecem aminoácidos necessários para o crescimento e recuperação muscular. 

– Alimentar0se várias vezes ao dia

Tente comer pequenas refeições saudáveis ao longo do dia para manter o metabolismo funcionando durante todo o dia. Apenas certifique-se de comer um número adequado de calorias para o seu peso e nível de atividade e nunca fazer uma dieta muito restritiva em calorias, já que isso pode prejudicar ainda mais o seu metabolismo e levar ao acúmulo de gordura.

– Diminua o consumo de açúcar

O consumo excessivo de alimentos com alto teor de açúcar pode mexer com seu metabolismo por causa da flutuação de açúcar no sangue, além de causar diabetes. Portanto, diminua ao máximo o consumo desses alimentos. 

Tome bastante água

Beber bastante água é importante para várias funções, inclusive para o bom funcionamento do seu metabolismo. A maioria das funções do corpo, incluindo digestão e metabolismo, exigem água. Se você não está devidamente hidratado, seu corpo não pode funcionar corretamente. 

– Durma bem

A insônia ou um período muito curto de sono prejudica e muito o seu metabolismo. Não se esqueça de que dormir o suficiente é necessário não só para aumentar sua disposição no dia seguinte como para manter seu metabolismo funcionando adequadamente. 

– Visite seu médico

Fale com o seu médico se suspeitar que tem sintomas de metabolismo lento. Ele pode diagnosticar de forma precisa qualquer problema relacionado ao seu metabolismo e indicar o tratamento adequado. Um profissional de nutrição também pode ajudá-lo a estimar sua queima de calorias com mais precisão, para que você tenha maior sucesso se a sua meta é perder peso.

Você acredita que sente alguns destes sintomas de metabolismo lento em seu dia a dia? Já procurou um médico para conferir se possui essa condição? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…



Source link

Add Comment