4 exercícios para você não perder a claridade mental na velhice!

4 exercícios para você não perder a claridade mental na velhice!
Rate this post


Todo mundo sabe que a velhice traz algumas limitações ao corpo e à mente.

No entanto, muitos desconhecem que a prática regular de algumas atividades podem nos ajudar a encarar a terceira idade de maneira mais saudável.

Compartilharemos quatro truques capazes de manter a saúde e a clareza mental de quem os pratica. Veja:

1. Cores das palavras

Existem até alguns joguinhos na internet inspirados nessa atividade.

Você só precisa pegar um texto, que pode ser retirado de revista, livro ou até mesmo de algum site, com palavras escritas com cores diferentes.

A ideia é dizer a cor das palavras em voz alta.

Depois repita o exercício dizendo as palavras em vez das cores, lendo em direção oposta.

Se quiser estimular ainda mais o cérebro, como muitos desafios propõem, procure juntar um banco de palavras com os nomes das cores, sendo eles pintados com a cor diferente da que está escrita.

Por exemplo: você está lendo a palavra “AMARELO”, mas a cor da palavra é verde.

Sendo assim, você tem que dizer em voz alta a cor.

É uma brincadeira interessante e exige muita concentração, uma ótima dica para prevenir doenças como Alzheimer.

2. Jogo da memória

Não pense que é uma brincadeira boba de criança.

O jogo da memória estimula muito o cérebro.

Se quiser aumentar o desafio, você pode até fazer seu próprio jogo com cartolina.

Isso é muito comum em escolas, pois os professores criam em cima do tema que desejam trabalhar com os alunos.

Pode ser um excelente passatempo, por exemplo, para quem está aprendendo inglês, história, biologia…

O processo é simples: faça recortes na cartolina com formato de cartas de baralho.

Feito isso, separe as cartas em pares.

Numa carta, deve conter, por exemplo, o nome de um animal, enquanto na outra (que forma o par com ela) deve ter a foto desse mesmo animal.

Faça uma quantidade razoável de pares para a brincadeira ficar mais interessante.

Depois é só embaralhar as cartas viradas para baixo.

O jogador deve virar duas cartas, a fim de encontrar o par correto.

Se conseguir, a jogada continua até errar.

Se não conseguir, ele deve virar a carta outra vez para baixo, deixando no mesmo local para que o oponente possa tentar formar um par também.

Ganha quem conseguir juntar mais pares.

Cada uma deve ter sua figura correspondente.

3. Sinal com os dedos

Este exercício é bem simples.

Basta juntas os polegares e imitar o sinal da paz.

Feito isso, encolha a mão esquerda, como se fizesse um “ok”.

Repita o mesmo procedimento com a mão direita.

Alterne várias vezes e, para finalizar, faça com as duas mãos simultaneamente.

Este exercício é ótimo para estimular a sincronização, concentração e coordenação motora.

4. Desenhos sincronizados

Você só precisa de dois papéis e duas canetas.

A ideia é desenhar formas geométricas com as duas mãos ao mesmo tempo.

Procure fazer tudo do mesmo tamanho e cumprimento.

Aposte também em letras, palavras e traços.

Isso ajuda o cérebro a se preparar para várias atividades.

Além disso, treinar o lado não dominante é bem interessante, até para os mais jovens.

Que tal escovar os dentes, a partir de hoje, com a outra mão?

Recomendamos outras atividades, como:

– tomar banho com os olhos fechados

– alterar o caminho do passeio

– ter uma dieta mais natural, rica em nutrientes, como gema de ovo, peixe oleoso, amêndoas e produtos lácteos, todos eles ajudam a preservar a memória.

Alimentos ricos em potássio, como abacate, banana, gérmen de trigo e laranja também são ótimas opções.

Não deixe de adicionar nozes, castanha-do-pará e as sementes de girassol. gergelim e abóbora, que são ricas em selênio e magnésio.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.



Source link

Add Comment