Altura, digitais, canhotos, gêmeos; Bem Estar fala sobre as curiosidades da genética | Bem Estar

Altura, digitais, canhotos, gêmeos; Bem Estar fala sobre as curiosidades da genética | Bem Estar
4.5 (89.92%) 246 votes


Os mistérios da vida intrauterina, como se formam os gêmeos, trigêmeos e quadrigêmeos? Por que algumas pessoas são mais altas que outras? A formação do feto é feita por partes, o labirinto se forma na cabeça na 7ª semana de gestação. É ele que vai garantir o equilíbrio da gente.

Neste período dentro da barriga, muita coisa pode acontecer. Por exemplo, o bebê pode nascer sem digitais nos dedos. Ou canhoto, como acontece com 10% da população mundial. Pode ainda ter os órgãos do corpo invertidos e mesmo assim se tornar um jogador de basquete! É o que mostra o Bem Estar desta quarta-feira (22), com as presenças da pediatra e consultora do programa Dra. Ana e do geneticista Ciro Martinhago.

Gêmeos – A chance de uma gestação natural ser gemelar na população mundial é de 1 a cada 85 gestações. Já as chances de gestações de gêmeos idênticos é de 1 a cada 250 gestações.

Se um casal tiver gêmeos, em uma gestação, apresentará 5X mais chances, em relação à população em geral, de gestar novamente gêmeos. Entre familiares de uma mulher que gerou uma gestação gemelar, a tendência a ter gêmeos aumenta 3X em relação à população em geral.

Curiosidade: Num teste de paternidade comum não é possível saber quem é o pai, se ele tiver um irmão gêmeo idêntico. Para saber, só por sequenciamento de genoma. A divisão acontece entre a 2ª e 3ª semanas, fase em que a mulher nem sabe que está grávida.

Altura – Grande parte dos efeitos dos hormônios de crescimento é devida a substâncias intermediárias chamadas “somatomedinas” ou fatores de crescimento semelhantes à insulina. Estas substâncias têm uma estrutura química semelhante à pró-insulina e, no que diz respeito ao crescimento, têm efeitos semelhantes ao da insulina.

Os genes herdados do pai são programados para crescer alto e forte, mas os da mãe são feitos para te fazer crescer menos para que ela consiga dar a luz e carregar no colo. O balanço dessas duas coisas normalmente faz nascer uma criança de tamanho normal.

Canhotos – Segundo a Dra. Ana, a pessoa já nasce canhota, mas os pais só conseguem perceber por volta dos 3 anos, quando o desenvolvimento motor fino está mais apurado.

Cerca de 10% da população mundial é canhota. Quem é destro tem, em geral, o lado esquerdo do cérebro mais desenvolvido e o canhoto tem o lado direito mais desenvolvido. Mas isso não influencia em nada.

Albinos – O albinismo é um problema congênito. O corpo não produz a enzima tirosinase, envolvida na produção de melanina, substância que dá cor à pele, olhos e cabelos. Vários genes alterados estão envolvidos na inatividade dessa enzima.

O albinismo é uma herança de alelos de genes recessivos e afeta não só a pele e cabelos, mas pode estar associada a defeitos de visão e à susceptibilidade a queimaduras solares e câncer de pele.

A transmissão da mutação genética relacionada ao albinismo pode ser hereditária quando se trata do albinismo total. Nesse caso, a transmissão é autossômica recessiva, ou seja, ambos os pais transmitem o gene mutante ao filho albino. O que não significa que o pai ou a mãe sejam albinos, pois o gene é recessivo.



Source link

Add Comment