Bactéria que matou quatro bebês em hospital é identificada – Notícias

Bactéria que matou quatro bebês em hospital é identificada – Notícias
Rate this post



O Hospital das Clínicas da UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro) descobriu que a bactéria Enterobacter cloacae multissensível foi a responsável pela morte de quatro bebês que estavam internados na unidade de saúde, em Uberaba, a 478 quilômetros de Belo Horizonte. O resultado dos exames de sangue das vítimas foi divulgado na tarde desta quarta-feira (21). Outros dois recém-nascidos foram contaminados com o micro-organismo.


Os óbitos aconteceram na madrugada dessa terça-feira (20). Os recém-nascidos estavam internados na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) neonatal. Uma das preocupações dos agentes de saúde era uma contaminação pela superbactéria KPC, mas a possibilidade foi descartada. No ano passado, o hospital teve um surto da bactéria.


Leia mais notícias no Portal R7


A micro-organismo detectado nos exames dos bebês não é multirresistente. Ele pode causar infecções urinárias, em feridas cirúrgicas e no sangue.


De acordo com a direção do hospital, a UTI neonatal tem 20 leitos da UTI, dos quais 18 estão ocupados. Dois dos bebês internados foram diagnosticados com a bactéria e já estão sendo medicados.


Até o momento, a origem das contaminações não foi diagnosticada. O Hospital das Clínicas não foi interditado. Apesar disso, a UTI neonatal passa por desinfecção e não está recebendo novos pacientes. Outro setor do hospital foi equipado para dar suporte aos atendimentos da unidade de tratamento intensivo.



Source link

Add Comment