Brasil tem 1.157 casos e 342 mortes por febre amarela, diz ministério  – Notícias

Brasil tem 1.157 casos e 342 mortes por febre amarela, diz ministério  – Notícias
Rate this post



O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (20) que o país tem 1.157 casos e 342 mortes por febre amarela de julho do ano passado até a última terça-feira (17). Em relação ao boletim anterior, divulgado no dia 12, houve 30 novos casos e 11 mortes em uma semana.


Ainda há 1.023 casos em investigação em todo o país. Apenas três Estados brasileiros não apresentam suspeita da doença: Acre, Roraima e Sergipe.


No ano passado, considerando o mesmo período de monitoramento, eram 733 casos e 241 óbitos confirmados.


Leia também: Segunda dose da vacina é indicada em áreas de risco


O boletim abrange a análise da febre amarela no período de 1º de julho a 30 de junho de cada ano, pois esta é considerada a época de sua sazonalidade, segundo o ministério.


O governo ressalta que, nesta sazonalidade, a doença circula em regiões metropolitanas com maior contingente populacional, em relação ao ano passado, atingindo 35,8 milhões de pessoas que moram, inclusive, em áreas que nunca tiveram recomendação de vacina.


Minas Gerais continua liderando em número de casos e de mortes pela febre amarela, com 494 casos e 156 mortos. Em seguida está São Paulo com 459 e 120, respectivamente. Em terceiro lugar, figura o Rio de Janeiro, com 197 e 64.


Espírito Santo apresenta seis casos confirmados e uma morte o Distrito Federal permanece com um caso e uma morte.


Vacinação abrange todo o país


A vacinação contra a febre amarela foi ampliada para todo o território nacional, conforme divulgado pelo Ministério da Saúde em 20 de março. Estados das regiões Nordeste e Sul, que estão atualmente fora da área de recomendação da vacina, receberão doses plenas como medida preventiva.


Saiba mais: Macacos são ‘radares’ para febre amarela em 45 áreas verdes de SP


A vacinação será realizada de forma gradativa. Na região Sul, deve começar em julho; na região Nordeste, em janeiro de 2019.


Esses estados receberão doses plenas, diferentemente de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia, porque, de acordo com protocolo da OMS, se trata de vacinação preventiva e não epidêmica.


Com a ampliação, devem ser vacinadas 77,5 milhões de pessoas em todo o país. O quantitativo corresponde à estimativa atual de pessoas não vacinadas nessas novas áreas, de acordo com o governo.


Veja alternativas para quem não pode tomar a vacina contra a febre amarela:






Source link

Add Comment