Estes morangos são vermelhos? Pense bem, talvez sua mente esteja te enganando | Mundo

Estes morangos são vermelhos? Pense bem, talvez sua mente esteja te enganando | Mundo
Rate this post


Imagem gerou debate no Twitter, mas a ciência explica por que esses morangos parecem vermelhos quando, na verdade, não são.

Esta imagem gerou debate no Twitter  (Foto: Matt Lieberman/Twitter )Esta imagem gerou debate no Twitter  (Foto: Matt Lieberman/Twitter )

Esta imagem gerou debate no Twitter (Foto: Matt Lieberman/Twitter )

Às vezes, as coisas não são exatamente o que parecem.

À primeira vista, essa foto parece ter sido mal tirada. Ou talvez alguém estaria brincando com filtros ou algum programa de edição fotográfica.

Mas o que você realmente está vendo é uma imagem que não contém nenhum pixel – a menor unidade de uma imagem digital – da cor vermelha.

Ou seja, se você está enxergando morangos vermelhos, na verdade está sendo enganado por sua própria mente.

A explicação é científica. As cores aparecem de maneira diferente em função da luz – a iluminação gerada por lâmpadas fluorescentes (aquelas que existem em muitos escritórios) não é a mesma provocada pelas incandescentes (normalmente usadas nas casas), por exemplo.

Isso poderia influenciar as cores que vemos. Mas o fato é que nosso cérebro faz ajustes para garantir que sempre vejamos os morangos na cor vermelha, independente da cor da luz do lugar onde os estamos vendo (e comendo).

Esse fenômeno é chamado “consistência de cor”, uma característica que permite a nós, seres humanos, percebermos as cores ao nosso redor de uma maneira que elas não mudem conforme a variação das luzes do ambiente.

Assim, sempre identificaremos as coisas das cores que aprendemos que elas são, sem correr riscos de confundi-las.

Bevil Conway, um especialista em percepção visual, disse ao site Motherboard: “É como se seu cérebro dissesse: a fonte de luz que estou vendo tem um componente azul, então vou eliminar isso automaticamente de cada pixel”.

“E quando você elimina os pixeis cinzas e esse desvio para o azul, você acaba vendo o vermelho.”

'Os morangos parecem ser vermelhos, mas os pixels não são', dizia o tuíte de Akiyoshi Kitaoka (Foto: Reprodução/Twitter )'Os morangos parecem ser vermelhos, mas os pixels não são', dizia o tuíte de Akiyoshi Kitaoka (Foto: Reprodução/Twitter )

‘Os morangos parecem ser vermelhos, mas os pixels não são’, dizia o tuíte de Akiyoshi Kitaoka (Foto: Reprodução/Twitter )

E por nós já sabermos que os morangos são vermelhos, isso ajuda o cérebro a identificar a cor correta.

A imagem dos morangos começou a circular nas redes sociais após ser postada por um usuário do Twitter, Akiyoshi Kitaoka, o que lançou a polêmica.

A partir disso, outros usuários passaram a publicar as paletas de cores para comprovar que não havia nenhum pixel vermelho na imagem.

Uma dica: é possível perceber o cinza melhor se você focar o olhar no fundo dos morangos.

O debate, porém, não é o mesmo que aquele ocorrido com o famoso vestido de 2015, que virou febre nas redes sociais – a confusão era entre enxergar a peça como sendo preta e azul ou branca e dourada.

A explicação para aquela polêmica também tem a ver com as fontes de luz e a maneira como elas interferem nas cores. A explicação daquele caso está principalmente na forma como os olhos e o cérebro evoluíram para ver cores na luz solar.

'Eu isolei algumas das cores que aparecem ser vermelhas nos morangos e coloquei todas elas no fundo branco à direita', dizia um tuíte mostrando a paleta de cores da imagem  (Foto: Reprodução/Twitter )'Eu isolei algumas das cores que aparecem ser vermelhas nos morangos e coloquei todas elas no fundo branco à direita', dizia um tuíte mostrando a paleta de cores da imagem  (Foto: Reprodução/Twitter )

‘Eu isolei algumas das cores que aparecem ser vermelhas nos morangos e coloquei todas elas no fundo branco à direita’, dizia um tuíte mostrando a paleta de cores da imagem (Foto: Reprodução/Twitter )

Como os seres humanos evoluíram para ver a luz do dia, seus cérebros começaram a levar em conta o fato de que a luz muda de cor. Os objetos têm um certo tom vermelho rosado de madrugada, mais azul e branco ao meio-dia e voltam a ser mais avermelhados no pôr do sol.

O cérebro tenta descontar o efeito da luz do sol (ou outra fonte de luz) para chegar a uma cor “verdadeira”.

Por isso, algumas pessoas viam azul no vestido mas seus cérebros ignoravam isso, atribuindo a cor azulada à fonte de luz, em vez de ao próprio vestido. Elas viam branco e dourado – quando o vestido, na verdade, era branco e azul.

Ambos os casos têm relação com os ajustes que a mente faz com a tonalidade baseada no tipo de luz que ilumina as coisas.

A imagem original do vestido: que cores você vê?  (Foto:  SWIKEDTMBLR)A imagem original do vestido: que cores você vê?  (Foto:  SWIKEDTMBLR)

A imagem original do vestido: que cores você vê? (Foto: SWIKEDTMBLR)



Source link

Add Comment