Mulheres acima dos 60 anos poderão fazer exames gratuitos no Rio – Notícias

Mulheres acima dos 60 anos poderão fazer exames gratuitos no Rio – Notícias
4.5 (90.21%) 243 votes


Mulheres acima dos 60 anos poderão fazer exames de pressão arterial, medição da circunferência abdominal, peso e altura e obterem informações com cardiologistas, nutricionistas e terapeutas ocupacionais, de forma gratuita, nesta quarta-feira (8), no Largo do Machado, no Rio de Janeiro, das 9h às 12h. A ação, promovida pelo Departamento de Cardiologia da Mulher da Socerj (Sociedade de Cardiologia do Rio de Janeiro) e o INC (Instituto Nacional de Cardiologia), é em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. 

A doença cardiovascular é a principal causa de mortalidade na terceira idade. De acordo com dados do IBGE, a população total que era de cerca de 206 milhões, em 2016, deve passar para mais de 223 milhões em 2030. A expectativa de vida ao nascer no Estado do Rio de Janeiro, em 2016, que era de 79,50 para as mulheres, vai pular, em 2030, para 82,18.

“No início do século XX, raramente alcançava-se os 60 anos devido a desnutrição, doenças infecciosas e problemas climáticos. A expectativa de vida ao nascer era de 40 anos. Entre as décadas de 40 e 70, devido a melhoria das condições sanitárias e de habitação e controle das doenças infecciosas, alcançou-se uma maior expectativa de vida. Atualmente, uma importante característica do envelhecimento populacional é o aumento da proporção de idosos acima de 80 anos. Apesar disto, ainda não alcançamos uma maior sobrevida livre de incapacidades relacionadas às  doenças de evolução crônica, sendo principalmente as doenças cardiovasculares. Devido a este contexto de maior sobrevida, as sociedades de especialidades e Instituições governamentais têm a missão de esclarecer a população sobre doenças cardiovasculares e a associação com outras patologias comuns na terceira idade”, explica a presidente do Departamento de Cardiologia da Mulher da Socerj e médica cardiologista do INC, Ana Patrícia Oliveira.

A cardiologista explica ainda que é necessário que o envelhecimento seja associado à manutenção da independência e autonomia do indivíduo.

— Medidas de prevenção, tratamento e reabilitação da mulher idosa com cardiopatia é o grande foco da campanha do Dia Internacional da Mulher em 2017.

Perder peso é fácil, mas e manter? Aprenda a se livrar do temido efeito sanfona

Para o bom controle dos fatores de risco das doenças cardiovasculares é essencial adotar hábitos saudáveis.

“Para controlar o peso e evitarmos a obesidade devemos evitar totalmente o fumo, praticar atividades físicas regulares (mínimo de 150 minutos por semana) e ingerir uma dieta balanceada. Além disso, é fundamental tratar adequadamente a hipertensão arterial, o diabetes mellitus e a dislipidemia (aumento do colesterol e dos triglicerídeos). Se as pessoas conseguirem incluir todos estes itens em suas rotinas, teremos populações cada vez mais saudáveis e mais idosas”, explica o presidente da Socerj, Ricardo Mourilhe.

 



Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *