Nº de leitos pediátricos de internação cai 77% em hospitais de Americana e cidade fica sem UTI infantil | SP / Campinas e Região

Nº de leitos pediátricos de internação cai 77% em hospitais de Americana e cidade fica sem UTI infantil | SP / Campinas e Região
Rate this post


Levantamento mostra que cidade está com 16 leitos nas redes pública e privada, e em 2010 tinha 72 vagas para internação de bebês e crianças.

Americana teve queda de 77% em número de leitos pediátricos de internação (Foto: Reprodução / EPTV)Americana teve queda de 77% em número de leitos pediátricos de internação (Foto: Reprodução / EPTV)

Americana teve queda de 77% em número de leitos pediátricos de internação (Foto: Reprodução / EPTV)

Em pleno período de aumento nos casos de doenças respiratórias, a cidade de Americana (SP) está com 16 leitos pediátricos para internação nas redes pública e privada. Em 2010, no entanto, a cidade contava com 72 leitos infantis. A redução de 56 vagas para bebês e crianças representa uma perda de 77% no número de leitos de internação nos últimos sete anos. E, além disso, a cidade também não possui mais nenhuma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pediátrica.

Nesta quarta-feira (26), a Prefeitura confirmou ao G1 que o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi não possui leitos para internação pediátrica, mas, sim, dez vagas na sala de observação, onde os pacientes aguardam o efeito de medicação, por exemplo, até serem liberados.

“As crianças que precisam ficar internadas pelo SUS são encaminhadas ao Hospital São Francisco, que disponibiliza oito leitos”, informou a Prefeitura.

Além destes oito leitos no Hospital São Francisco, entidade filantrópica que tem parceria com a Prefeitura, a rede privada também possui somente oito vagas para internação infantil, de acordo com um levantamento feito pela EPTV, afiliada da TV Globo.

Hospital São Francisco, em Americana, é o único da cidade, da rede pública, com vaga em internação infantil. (Foto: Reprodução / EPTV)Hospital São Francisco, em Americana, é o único da cidade, da rede pública, com vaga em internação infantil. (Foto: Reprodução / EPTV)

Hospital São Francisco, em Americana, é o único da cidade, da rede pública, com vaga em internação infantil. (Foto: Reprodução / EPTV)

Fechamento de hospital em 2015

O maior impacto na redução de leitos em Americana ocorreu com o fechamento do Hospital Infantil André Luiz, em 2015. Desde então, a cidade perdeu 35 leitos.

Segundo a Prefeitura, a justificativa para o encerramento das atividades na unidade é porque o número de internações era baixo, e o repasse financeiro não era suficiente para manter o hospital.

Hospital Infantil André Luiz, em Americana, foi fechado em 2015 (Foto: Reprodução / EPTV)Hospital Infantil André Luiz, em Americana, foi fechado em 2015 (Foto: Reprodução / EPTV)

Hospital Infantil André Luiz, em Americana, foi fechado em 2015 (Foto: Reprodução / EPTV)

Em relação às UTIs infantis, eram nove em 2010 e, atualmente, não há mais UTIs na cidade.

A Prefeitura informou, por nota, que só o Hospital Municipal possuía cinco leitos de UTI pediátrica. Eles tiveram que ser desativados porque o município não conseguiu a “cobertura de profissionais especializados, bem como a retaguarda médica também especializada em pediatria, no período de 24 horas”, informou por nota.

Os casos mais graves que precisam de UTI são submetidos à Central Regional de Vagas, que busca hospitais com leitos intensivistas disponíveis na região.

Hospital Waldemar Tebaldi, em Americana, só possui leitos infantis de observação. (Foto: Reprodução EPTV)Hospital Waldemar Tebaldi, em Americana, só possui leitos infantis de observação. (Foto: Reprodução EPTV)

Hospital Waldemar Tebaldi, em Americana, só possui leitos infantis de observação. (Foto: Reprodução EPTV)

Menos leitos no estado e no Brasil

De acordo com um levantamento feito pela Sociedade Brasileira de Pediatria, o estado de São Paulo foi o que mais perdeu leitos de internação infantil entre os anos de 2010 e 2016.

No período, 1.109 leitos pediátricos do SUS foram desativados. Nas unidades privadas, São Paulo perdeu 586 leitos. O balanço aponta que o estado tinha, em 2016, 7.512 leitos pediátricos no total.

No Brasil, havia 48.252 leitos deste tipo no SUS em 2010 e o número caiu para 38.160 em 2016. Ou seja, o SUS deixou de ter 10.092 leitos infantis. Na rede particular, o número caiu de 10.914 para 9.878 leitos de internação para crianças e bebês, no país.

No Brasil, mais de 10 mil leitos de internação pediátrica foram desativados em seis anos no SUS. (Foto: Reprodução / EPTV)No Brasil, mais de 10 mil leitos de internação pediátrica foram desativados em seis anos no SUS. (Foto: Reprodução / EPTV)

No Brasil, mais de 10 mil leitos de internação pediátrica foram desativados em seis anos no SUS. (Foto: Reprodução / EPTV)



Source link

Add Comment