Nutróloga explica porque adoçante engorda. Veja aqui!

Nutróloga explica porque adoçante engorda. Veja aqui!
Rate this post


A nutróloga Tamara Mazaracki explica porque os produtos com adoçante não são tão saudáveis quanto imaginamos

Existe uma imensa variedade de produtos com adoçante disponíveis no mercado: refrigerantes, sucos, mate, iogurtes, barras de cereais, bolos etc. Com o objetivo de emagrecer e adotar uma alimentação saudável, muitas pessoas substituem o açúcar pelo adoçante. Mas será que essa escolha é realmente saudável?

Em uma publicação feita na sua página oficial no Facebook, a nutróloga Tamara Mazaracki explica porque os produtos com adoçante não são tão saudáveis quanto muita gente imagina.

Por que adoçante engorda?

Muitas pessoas acreditam que os produtos light, diet e zero são excelentes opções para emagrecer, pois contêm pouco açúcar e calorias. Mas, será que isso é verdade? Será que esses produtos realmente não fazem à saúde? Tamara Mazaracki, especialista em nutrientes e alimentação saudável, explica que a história é diferente e que o adoçante pode, sim, engordar.

Nutróloga explica porque adoçante engorda. Veja aqui!

Foto: depositphotos

 

De acordo com a nutróloga, algumas pesquisas já comprovaram que o uso excessivo de adoçantes artificiais na alimentação aumenta o desejo por doces e carboidratos. O processo é o seguinte: ao ingerirmos o alimento ou bebida com adoçante artificial, o organismo registra o sabor doce (mais doce do que o açúcar) na boca e entende que irá entrar energia (açúcar), mas a energia não chega às células.

Tal condição desencadeia a necessidade por carboidratos, o que nos faz sentir vontade de comer massas, pães e doces, graças aos mecanismos bioquímicos. Ao serem estimuladas pelo sabor doce nas papilas gustativas, as nossas células pedem a energia que vem destes alimentos.

A especialista afirma que o resultado de todo esse processo será apenas um: a falta de controle para consumir o que o organismo pede e o consequente ganho de peso.

Dificuldade de controle

Tamara Mazaracki ainda chama atenção para outro fator muito importante: a dificuldade de controle por parte dos consumidores. Segundo a médica, de modo geral, as pessoas que consomem os alimentos light ou zero têm dificuldade de emagrecer, até porque existe a tendência a exagerar na dose, já que, aparentemente, não haverá problema algum para a saúde. Se a sobremesa é light, é comum pensarmos que podemos repetir e até exagerar, não é mesmo? O resultado é o ganho de peso.



Source link

Add Comment