Por que o coração cresce? Bem Estar explica os riscos da pressão alta | Bem Estar

Por que o coração cresce? Bem Estar explica os riscos da pressão alta | Bem Estar
4.6 (91.43%) 294 votes


35% da população brasileira tem pressão alta. Destes, metade não sabe, pois não tem sintomas e não vai ao médico.

Um coração imenso, do tamanho do mundo! Na teoria pode ser a qualidade de alguém com muita generosidade, mas na prática é um grande problema cardíaco!

A pressão arterial sem controle pode ser uma das causas desse problema e no programa desta segunda-feira (20), dois cardiologistas explicam como e quando o coração aumenta de tamanho. Dr. Roberto Kalil e Dr. Celso Amodeo comentam também as pesquisas que comprovam que remédio diurético ajuda a combater a pressão alta. Em 18 meses, houve 45% menos casos de hipertensão entre os pacientes que receberam os diuréticos.

35% da população brasileira tem pressão alta. Destes, metade não sabe, pois não tem sintomas e não vai ao médico. Apenas 40% dos que sabem que têm, estão em tratamento e com a doença controlada.

Hipertensos precisam tomar os medicamentos com disciplina

Hipertensão, usualmente chamada de pressão alta, é quando a pessoa tem a pressão arterial, sistematicamente, igual ou maior que 14 por 9 (140 X 90). A pressão se eleva por vários motivos, mas principalmente porque os vasos onde o sangue circula se contraem. O coração e os vasos podem ser comparados a uma torneira aberta ligada a vários esguichos. Se fecharmos a ponta dos esguichos a pressão lá dentro aumenta. O mesmo ocorre quando o coração bombeia o sangue, se os vasos são estreitados, a pressão sobe.

A hipertensão aumenta o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. A avaliação de um hipertenso passa por vários pontos e conforme essa avaliação, é possível prescrever o tipo de tratamento. Para todos os casos, a mudança no estilo de vida e os exercícios físicos são recomendados.

Na maioria dos casos de hipertensão, o paciente não tem sintoma. O sintoma só aparece quando a pressão sobe repentinamente e de maneira muito rápida. Isso causa um cansaço excessivo, tontura e pode provocar arritmia. Como é silenciosa, a hipertensão, pode provocar danos aos órgãos alvos.

Diuréticos – O uso de diuréticos associados ao tratamento de hipertensão é recomendado quando o paciente apresenta um quadro de hipertensão associado a outras doenças. O diurético faz com que a pessoa perca mais água e elimine mais sódio (sal) pela urina. Com menos sal, os vasos sanguíneos relaxam, diminuindo a pressão. O uso de diurético em baixa dosagem também ajuda a potencializar a ação de outros medicamentos.

Pesquisa comprova que diuréticos ajudam a controlar a pressão alta



Source link

Add Comment