Quem é Bruna Surfistinha

Quem é Bruna Surfistinha
4.5 (90.15%) 479 votes

Bruna Surfistinha

Raquel Pacheco, mais conhecida pelo pseudônimo de Bruna Surfistinha[1] , (Sorocaba, 28 de outubro de 1984) é uma ex-prostituta, e também atuou em um filme pornográfico, que se tornou famosa através da internet a partir de 2005 e escreveu um livro sobre sua vida, O Doce Veneno do Escorpião, que se tornou um best-seller de vendas no Brasil.

Um blog e a fama

Bruna Surfistinha ganhou milhares de acessos ao montar um blog onde narrava sua vida, do que fazia com seus clientes. Esse blog logo atraiu a atenção dos internautas, atingindo cerca de dez mil visitas mensais ao site. Em pouco tempo atraiu também a atenção da imprensa.

Imitando os diários de adolescentes, ali ela deixava anotadas algumas de suas experiências. O relato de uma prostituta não é novidade, mas pela primeira vez os internautas podiam acompanhar sua evolução.

Realizou, ainda, vídeos pornográficos, sem tanto sucesso.

Em pouco tempo a história ganhou contornos de romance, quando um de seus clientes, João Paulo, apaixonado, abandona a esposa para viver com Raquel. Com a fama da namorada, ele chega a ser entrevistado em um dos talk show do Brasil: o programa de Jô Soares.

No dia 27 de abril de 2006 o jornal The New York Times publicou um artigo sobre o fenômeno, cuja tradução do título seria Aquela que controla seu corpo pode irritar seus compatriotas, assinado por Larry Rohter, que comenta o fenômeno que se tornou o livro de Bruna no Brasil.[1]

A prostituta Bruna

Raquel Pacheco foi adotada, e aponta a descoberta deste fato como uma das causas para, aos 17 anos, fugir de casa, usar drogas e prostituir-se. Informa que nunca teve falta de bens materiais, e que gozava de boa educação, em colégios particulares de São Paulo.

Atendia os clientes em bairros nobres da capital paulista, numa média de quatro por dia. Foram mais de 3 anos de atividade ininterrupta que, graças ao blog, não apenas deram-lhe notoriedade, como revelaram uma rotina – muitas vezes secreta – de milhares de jovens sem estrutura que são atraídas para a chamada “vida fácil”.

O livro e a aposentadoria

Ainda sob os auspícios da fama de seu blog, Surfistinha faz publicar pela Panda Books, S. Paulo, 2005, o relato de sua vida. Intitulado: “O Doce Veneno do Escorpião – O Diário de uma Garota de Programa”, o livro de não-ficção veio lançar mais luz naquela que era conhecida apenas por quem tinha acesso à internet.

Ali, o leitor encontra descrições de uma jovem prostituta que entrou num mundo, segundo ela, desconhecido, mas que tornou-se-lhe rotineiro:

“Transas enlouquecidas, surubas, muitos homens (e mulheres) diferentes por dia, noites quase sem fim. O que pode ser excitante para muitas garotas como eu, na efervescência dos vinte anos, para mim é rotina. É meu dia-a-dia de labuta”

Depois de lançado, o livro rapidamente alcançou a lista dos mais vendidos, com concorridas noites de autógrafos e lançamento em Portugal e na Espanha, além de ter várias tiragens. As vendagens atingiram a soma de 250 mil exemplares[2].

No ano de 2006 um segundo livro de Raquel, “O que Aprendi com Bruna Surfistinha”, lançado pela mesma editora Panda Books, alcançou vendagem de 18 mil exemplares, considerado bom para o mercado brasileiro [2].

No ano de 2007 é lançado o terceiro livro da série escrita por Raquel Pacheco, intitulado “Na cama com Bruna Surfistinha”, na qual se tem material escrito especialmente para o público adulto, sendo que há inclusive a indicação etária na capa do mesmo.

Filme

Um filme baseado na historia de Bruna Surfistinha foi aprovado pelo Ministério da Cultura. O nome do filme será o mesmo de seu livro “O doce veneno do escorpião” baseado em sua autobiografia que captará 3.998.621,65 através de renúncia fiscal.[3]

O filme será dirigido por Marcus Baldini com roteiro de Karim Ainouz e Antonia Pellegrino e será produzido pela TV Zero.[4]

A seleção do elenco começou em Outubro de 2007 com estréia do filme inicialmente prevista para 2008[5], será lançado em 2009[6]

Samantha Moraes

Samantha Moraes (São Paulo, 23 de dezembro de 1975), é a ex-comissária de bordo cujo ex-marido, João Correa de Moraes, também conhecido como João Paulo, assumiu o relacionamento com Bruna no programa de televisão popular Superpop. Samantha tem duas filhas e atualmente vive com o diretor do programa de televisão Superpop Marcelo Nascimento.

Após se tornar conhecida com esse episódio, começou a aparecer na mídia brasileira, fazendo sucesso ao expor sua versão da história, como demonstra o recorde de audiência que alcançou o programa de televisão Superpop[7], que contou com sua participação.

Livro “Depois do Escorpião: uma História de Amor, Sexo e Traição”

Em 2006 lançou o livro Depois do Escorpião: uma História de Amor, Sexo e Traição (ed. Seoman), cujo título é uma referência direta ao título do livro lançado por Bruna Surfistinha: O Doce Veneno do Escorpião. Em apenas um mês o livro vendeu cerca de 5 mil exemplares[8][9]. O livro de Bruna Surfistinha vendeu 140 mil cópias até 2006[8].

Fonte: Wikipedia

Add Comment