Veja como retirar macacos mortos ou doentes de Mairiporã | São Paulo

Veja como retirar macacos mortos ou doentes de Mairiporã | São Paulo
Rate this post


A Prefeitura de Mairiporã divulgou um comunicado com número de telefone para retirar macacos mortos ou doentes. Para isso, é necessário ligar para o Centro de Controle de Operações, que vai direcionar a solicitação para a Defesa Civil (telefone: (11) 4419-2321).

Desde agosto, mais de 220 macacos foram encontrados mortos pela cidade, sendo 95 deles por febre amarela. No comunicado, a Prefeitura informa que as chamadas recebidas entre as 8h e 16h serão atendidas no mesmo dia e pede que os moradores não encostem nos macacos vivos ou mortos nem que os agrida.

A Prefeitura salienta também que os moradores devem tomar a vacina e eliminar os criadouros do mosquito Aedes Aegypti. A imunização foi intensificada na cidade e dois postos de saúde passaram a atender 24 horas.

Já foram confirmadas três mortes humanas em Mairiporã e outras nove mortes estão sendo investigadas.

Além da imunização, a Prefeitura de Mairiporã também está utilizando o “fumacê’, carros da Defesa Civil passam pelos bairros e fazem pulverização para matar o mosquito transmissor.

A Secretaria Municipal de Mairiporã informa que mais de 76 mil doses da vacina foram distribuídas e que cerca de 80% da população foi imunizada.

A cidade tem apenas um hospital e um pronto-socorro, mas eles não têm estrutura de unidade de tratamento intensivo (UTI).

“A evolução desses casos [de febre amarela] é bastante rápida. Eles entram numa situação instável em período de seis a doze horas, eles já evoluem para um quadro bastante complexo e esta retaguarda o município não tem”, afirma Grazielle Bertoloni, secretária municipal.

Veja quem pode tomar a vacina:

Não podem tomar a vacina:

Em outubro, a cidade de São Paulo começou a ter parques estaduais e municipais fechados para prevenir a febre amarela. Também foram criadas campanhas de vacinação na Zona Norte, Guarulhos e na região de Itapecerica da Serra, onde também houve registro de mortes de macacos.



Source link

Add Comment