Yakult Prende ou Solta o Intestino?

Yakult Prende ou Solta o Intestino?
Rate this post


Yakult é um leite fermentado produzido à base de leite desnatado, lactobacilos e do probiótico conhecido como Lactobacillus casei Shirota, como informou o site oficial do produto. Ainda de acordo com a página, esses grupos de substâncias auxiliam a regularização das funções intestinais e a proteção do sistema digestivo.

Além do Yakult tradicional, existem ainda as versões Yakult 40, que é voltado principalmente para o público adulto, e o Yakult 40 light, que é menos calórico do que o Yakult convencional, como também relatou o site oficial do produto.

Será que Yakult prende ou solta o intestino?

Agora que sabemos que o produto promete regularizar o sistema digestivo do nosso organismo, vamos entender se isso significa que o Yakult prende ou solta o intestino?

Pois bem, ainda de acordo com o site de Yakult, o Lactobacillus casei Shirota foi descoberto por um cientista japonês chamado Minoru Shirota no ano de 1930 e existem mais de 80 anos de pesquisa científica, além de haver 34 países consumidores do produto e evidências dos efeitos do produto.

Uma das promessas da marca é que o seu produto auxilia a prevenção de distúrbios digestivos como a diarreia e a constipação (prisão de ventre) – que também podem ser identificados, respectivamente, como o intestino muito solto e o intestino preso.

Uma pesquisa publicada no ano de 2011 em um jornal médico europeu identificou que o Lactobacillus casei Shirota (encontrado no Yakult) melhorou os sintomas da prisão de ventre de 89% dos participantes avaliados durante o experimento.

Ainda segundo a página, foi observada uma diminuição significativa do intestino preso, uma maior frequência da movimentação intestinal e a melhoria da consistência das fezes.

Por outro lado, os sintomas de gases e inchaço continuaram os mesmos e fica o alerta que o Lactobacillus casei Shirota não pode curar sozinho a irritação do estômago relacionada aos gases e ao inchaço intestinal.

O Yakult pode ser apresentado como um dos produtos probióticos encontrados no mercado brasileiro e com substâncias capazes de acelerar o trânsito intestinal, além de manter o equilíbrio das bactérias do intestino e aumentar o volume das microvilosidades do intestino, fazendo crescer a superfície de contato para digestão e absorção de nutrientes para o organismo.

O desequilíbrio das bactérias do nosso organismo pode provocar um processo infeccioso, que no intestino causa problemas como prisão de ventre, diarreia e/ou inflamações.

O cirurgião do aparelho digestivo Fábio Atui explica que pesquisas mostraram que essa desregulação no intestino está associada a problemas de saúde como alergias, obesidade, doença inflamatória intestinal e síndrome do cólon irritável.

Essas informações nos indicam a resposta para quem se pergunta se o Yakult prende ou solta o intestino: o produto de fato pode dar uma força para os casos de intestino preso, dando uma soltada no intestino.

Se você segue uma alimentação com teor significativo de fibras, nutrientes importantes para o bom funcionamento do sistema digestivo, já fez uso do produto e, ainda assim, sofre com o intestino preso, vale a pena buscar ajuda do médico para saber a melhor forma de tratar a condição para você e se ela não está associada a algum tipo de doença.

A diarreia 

Continuando a nossa discussão sobre a questão de o Yakult prende ou solta o intestino, vamos abordar neste tópico os casos em que o intestino está solto demais, ou seja, quando existe um quadro de diarreia.

De acordo com informações do National Center for Biotechnology Information (Centro Nacional para Informação sobre Biotecnologia, tradução livre, NCBI, sigla em inglês) da U.S. National Library of Medicine (Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, tradução livre), em casos leves de diarreia, às vezes as pessoas recebem a orientação de consumir alimentos probióticos, como é o caso de Yakult, além de ingerir bastante água.

O NCBI explicou ainda que os chamados produtos probióticos possuem micro-organismos especiais como bactérias e leveduras (fermento) e acredita-se que essas substâncias atinjam o intestino, local onde inibe os germes causadores da diarreia, colaborando para que o organismo os combata.

Também conforme o NCBI, estudiosos da Cochrane Collaboration, que é uma rede internacional de pesquisadores, analisaram estudos relevantes em relação aos probióticos e a diarreia aguda para saber como eles podem ajudar em relação ao tratamento da condição.

Segundo o NCBI, os pesquisadores encontraram 63 pesquisas acerca do tema, que contaram com a participação de mais de 8 mil pessoas. De acordo com a publicação, a maioria dos participantes eram crianças que sofreram com diarreias com menos de duas semanas de duração e tomaram probióticos por meio de diversos produtos como iogurtes, leites e fórmulas especiais para bebês no formato de cápsulas ou em pó.

O NCBI ainda contou que a pesquisa mostrou que os probióticos ajudaram a diminuir a duração da doença em um dia, em média. Os pesquisadores também calcularam a quantidade de pessoas que se livrou da diarreia depois de três dias.

Conforme o trabalho da Cochrane Collaboration, em torno de 34 de cada 100 pessoas que não tomaram probióticos estavam curados da diarreia após três dias, enquanto aproximadamente 55 de cada 100 pessoas que consumiram probióticos não tinham mais a diarreia depois de três dias.

O NCBI também explicou que, em outras palavras, os probióticos fizeram a diarreia ir embora mais rápido em 21 de cada 100 casos. No entanto, o órgão também ressaltou que o estudo não identificou se um alimento ou produto probiótico é mais efetivo do que outro.

Apesar de ter informado que os estudos não registraram praticamente nenhum efeito colateral e afirmado que os probióticos geralmente são bem tolerados, o NCBI alertou que existem chances de que as bactérias e as leveduras dos probióticos possam, em alguns casos, causar infecções em pessoas que têm o sistema imunológico muito fraco ou sofrem com doenças particularmente sérias.

Portanto, para quem possui esses problemas, o ideal é sempre consultar o médico a respeito da melhor forma de tratar os casos de intestino preso ou diarreia. O mesmo serve para quem já foi diagnosticado com algum tipo de doença ou condição que causa a prisão de ventre ou a diarreia.

A maioria dos probióticos não é medicamento 

O expert em microbiologia e nutrição, Arthur Ouwehand, explica que a maioria dos probióticos não tem a função de ser utilizado como medicamento, ainda que eles possam oferecer suporte a algumas funções fisiológicas do organismo que atuam na diminuição do risco de uma doença.

Falando especificamente sobre o Yakult, o médico da área de gastroenterologia Charles Cattano alertou que considera o produto rico em açúcar e aconselhou que provavelmente existem maneiras menos calóricas de obter a sua dose de probióticos.

Por isso, vale a pena sempre olhar a tabela nutricional dos produtos probióticos e checar o seu teor de açúcar antes de levá-lo para casa.

O Yakult e a diabetes 

Em seu site oficial, a marca argumenta que existem diversos tipos de diabetes, que requerem tratamentos diferentes conforme a condição, e aconselha os diabéticos a perguntarem ao seu médico se podem fazer uso de Yakult.

Você acreditava que o Yakult prende ou solta o intestino? Tem o costume de tomá-lo com frequência? Comente abaixo!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading…



Source link

Add Comment