Moraes manda soltar ex-ministro Anderson Torres

Torres terá que usar tornozeleira eletrônica e não poderá se ausentar do Distrito Federal
Redação BR24h.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quinta-feira, dia 11, a soltura do ex-ministro da Justiça e ex-secretário de Segurança do Distrito Federal, Anderson Torres.

Moraes atendeu pedido da defesa que solicitou “revogação da prisão preventiva” ou “ao menos, substituí-la por uma das cautelas elencadas no art. 319 do CPP ou pela prisão domiciliar”.

Torres terá que usar tornozeleira eletrônica e não poderá se ausentar do Distrito Federal. O ex-ministro está proibido de manter contato com os demais investigados e segue afastado do cargo de delegado da Polícia Federal.

As medidas cautelares incluem: uso de tornozeleira eletrônica; proibição de deixar o Distrito Federal e de sair de casa à noite e nos fins de semana; afastamento temporário do cargo de delegado de Polícia Federal; comparecimento semanal na Justiça; entrega do passaporte à Justiça e cancelamentos de todos os passaportes já emitidos para Torres; suspensão de porte de armas de fogo, inclusive funcionais; proibição de uso de redes sociais; e proibição de comunicação com os demais investigados no caso.

Torres estava preso no 4º Batalhão da Polícia Militar, no Guará (DF), desde o dia 14 de janeiro acusado de omissão nos atos golpistas ocorridos em Brasília no dia 08 de janeiro, quando era secretário de segurança do Distrito Federal.

Share This Article

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias